Manifestantes reivindicam uma verdadeira participação democrática no Togo e a queda do presidente Faure Gnassingbé.